Cuiabá, 25 de Junho de 2024

INTERNACIONAL Terça-feira, 11 de Junho de 2024, 08:10 - A | A

Terça-feira, 11 de Junho de 2024, 08h:10 - A | A

avanço nas negociações

Hamas aceita resolução de cessar-fogo da ONU, que inclui troca de reféns

De acordo com alto funcionário do grupo terrorista, o Hamas vai aceitar a retirada das tropas israelenses em gaza em troca dos reféns detidos pelas duas partes

CBN

O alto funcionário do Hamas Sami Abu Zuhri anunciou que o grupo terrorista aceitou a resolução de cessar-fogo aprovada nessa segunda-feira (10) pelo Conselho de Segurança da ONU. Agora, eles querem negociar os termos, dizendo que cabe aos Estados Unidos garantir que Israel cumpra a decisão. A afirmação foi feita em entrevista à Reuters.

De acordo com ele, o Hamas vai aceitar a retirada das tropas israelenses em gaza em troca dos reféns detidos pelas duas partes.

Em Israel, o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, destacou que a sinalização do Hamas garante um 'sinal de esperança' na guerra.

Saiba como foi votação

O texto foi proposto no Conselho de Segurança da ONU pelos Estados Unidos. O placar da votação foi de 14 votos a favor, zero contra e 1 abstenção, da Rússia.

Em uma primeira fase, o plano prevê cessar-fogo com duração de seis semanas, com recuo das forças de Israel das áreas densamente povoadas da Faixa de Gaza, e libertação de reféns sequestrados durante o ataque do Hamas e de prisioneiros palestinos detidos por Israel.

O objetivo final é alcançar uma conclusão permanente do conflito.

Embora o presidente americano Joe Biden tenha afirmado que o plano surgiu de Israel, o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu disse que pretende continuar a guerra até acabar com o Hamas.

Em março, o Conselho de Segurança da ONU já havia aprovado uma resolução de cessar-fogo imediato na guerra, que não foi seguida por Israel e nem pelo Hamas.

 

Comente esta notícia